Fique de Olho

22/12/2017

Vladmir Silveira, sócio da Advocacia Ubirajara Silveira, em entrevista na Rede Record

Denúncia feita por mães de alunos de creches municipais em Mogi das Cruzes, em São Paulo, é objeto de investigação tanto por parte da Secretaria Municipal de Educação quanto do Ministério Público.

No caso deflagrado pela reportagem, a diretora de três creches municipais solicita dinheiro aos pais dos alunos para que eles possam participar das festas de confraternização, sob pena de as crianças serem excluídas dessas atividades.

“As pessoas dão aquilo que elas tem condição de dar e na medida que elas queiram dar. Ninguém é obrigado a contribuir e essas festinhas e essas comemorações não podem implicar numa criança ficar isolada dentro de uma sala porque os pais não bancaram.”

“Essas festas, elas são importantes, mas não podem existir festas que vão estabelecer uma segregação entre aqueles que pagam e aqueles que não pagam. Até porque essa atividade deveria ser paga pela própria Administração”, avalia o Prof. Dr. Vladmir Oliveira da Silveira, sócio da Advocacia Ubirajara Silveira.

A entrevista completa, veiculada no Programa Balanço Geral da Rede Record de Televisão da última quinta-feira (14.12), pode ser vista no vídeo abaixo:

Clique no vídeo e confira:

Direito Educacional